Mochilão – Peru (MachuPicchu)

Este artigo está na(s) categoria(s) Uma noiva no blog!.

O voo é rápido e tranquilo, fomos pela Peruvian. Dura em média 1h a 1h30. Estudamos a opção de ir de ônibus, mas são 24h e o valor é próximo, frente ao cansaço. Lemos muito e a maioria das pessoas indicavam ir de avião de Lima para Cusco.

Chegamos em Cusco. Tínhamos exatamente 45 minutos para estar na estação de Poroy. Cada minuto contava. Então demorar para abrir a porta do avião, colocar a escada para descermos, liberar a mala, tudo isso atrasa. E atrasou.

Enquanto corríamos com esses contratempos, minha amiga foi já negociar o táxi. A moça do trem (tem um stand no aeroporto) comentou que a média era 50 soles até a estação. Minha amiga chegou meio correndo no taxista e perguntou quanto até a estação? e sabe o que ele disse? ‘ que horas é seu trem? ‘ , ela ficou bem brava e disse: por que? fica mais caro conforme o horário?

ele: você já está atrasada e não vai chegar a tempo, vou ter que correr mais, cobro 100 soles

ela: você está LUECO! (hahahahahhahahaha sim!!!!) nem a pau pago isso!

Foi em espanhol/inglês/português a discussão. Foi engraçada. Enquanto tentávamos pensar no que fazer, porque preferiríamos remarcar o trem a ficar refém de aproveitadores. Como disse não tem taxímetro no Peru. O marido da minha amiga se distanciou um pouco e achou um taxista mais longe, conversou com ele e começou a acenar para irmos até ele. Chegando lá, ele tinha feito por 50 soles. Corremos.

Um senhor muito simpático, Fábio. Policial aposentado. Fez o impossível para chegarmos a tempo, de verdade. Mas, não deu certo. Ele avisou que a chance de se atrasar era grande. O trajeto demora em média 30 minutos. Chegamos e o trem já tinha saído a uns 10 minutos acho. E o trem é muito pontual. No caminho ele comentou a possibilidade dele nos levar até Ollantaytambo, a próxima estação, e pegarmos o trem lá.

Descemos correndo. A altitude bateu. Hahahahaha. Vimos estrelinhas. Faltou o ar e pareceu que corremos uma maratona. Era apenas uns 5 metros no máximo.

Recuperamos parte do fôlego e confirmamos com a atendente se poderíamos pegar o trem sem custo na outra estação, e sem problemas, e ela disse que sim.

O Fábio cobrou mais 150 soles. Ficou o total de 200 soles a corrido.

Lembre-se que tudo dividíamos por 4 (ou por 2, por sermos casados). Mas, doeu pagar. Erros no trajeto acontecem. Então tenha sempre um extra na programação. Emergências são comuns.

Para ir para MachuPicchu apenas por este trajeto. De Trem. Além da PeruRail, tem a IncaRail.

O caminho para a outra estação foi bem agradável, paisagens lindas. Demorou 1h30. Dormi parte dele rs. No caminho o Fábio comentou que fazia um city tour. Porque ele conhece bem a cidade. E fechamos com ele o dia para cuidar de nós rs. Nos levar nos sítios arqueológicos e saber mais de Cusco. Além dele nos pegar na estação quando voltarmos no dia seguinte e também nos deixar no terminal de ônibus no final do dia para continuarmos viagem. Ficou tudo 130 soles.

Chegamos em Ollantaytambo. Nos despedimos dele e marcamos no dia seguinte à noite em Poroy para ele nos buscar.

Os mosquitos nos carregaram até a entrada da estação. Sério. MUITOS MOSQUITOS. Coloquei blusa e me enchi de off. Desde esse momento até chegar em Cusco, não tirei a blusa. Eu sou bem alérgica. E não sabia como seriam os mosquitos, então não quis arriscar e ficar inchada, toda vermelha, enfim..

Entramos no trem! Ufa! A viajem é sossegada, a vista é fenomenal (o rio cheio de pedras, seguindo o curso com a gente…), servem snack, e o tratamento é como de um avião mesmo. Impecável. Aconselho. Fomos no trem Vistadome.

Chegamos em Águas Calientes. Um povoadozinho minúsculos, criado para turismo mesmo e para quem trabalha lá. As ruas são bem estreitas e não se tem carro lá. Você tem 2 opções para ir para MachuPicchu. 1) chega lá e já vai e volta no mesmo dia. 2) chega, dorme, visita no dia seguinte e vai no final do dia embora (ou fica mais se quiser rs). Fizemos a opção 2. Chegamos e fomos até o hostel, o Pirwa – bem conhecido e tem em vários lugares essa rede. Fizemos check in e fomos almoçar. As ruazinhas são cheias de restaurantes. E eles são bem invasivos rs. Para conseguir o cliente. Vai com calma, vê seu budget, olha as opções do menu e os valores. Tem de tudo. Comemos a maioria das vezes no menu turístico que inclui entrada, prato principal e sobremesa ou bebida. Uma média de 20 soles por pessoa.

Depois descemos até a praça central, tiramos algumas fotos, compramos o ticket do ônibus para subir para MachuPicchu (US$25) – lá tem apenas essa opção. Ou ir a pé, demora em média 1h30.

Subimos tudo de novo para ver as termas de lá – não entramos. Voltamos perto do hostel e compramos snacks para comer em MachuPicchu, porque não tem aonde comer lá. Na verdade tem UM restaurante só, fora, e não quisemos arriscar o preço.

Fomos dormir cedo para acordar cedinho e ver o nascer do sol em MachuPicchu. Por isso escolhemos dormir lá. Mas não contávamos que todos também pensariam assim. O primeiro ônibus sai 5h. Acordamos 3h30, tomamos café 4h30 e fomos para a fila. Surpresa a nossa, ela já estava IMENSA! Saimos de lá 5h30

🙁

Ficamos um pouco chateado mas, estava nublado e de qualquer forma não veríamos o nascer do sol. Mas, fica o aprendizado e a dica.

Demora uns 30 minutos até lá. Chegamos. Tem um fila para olharem seu passaporte. Sim, leve o passaporte. E entrar. Já tínhamos comprado a entrada.

Na entrada os guias oferecem seus serviços. Não contratamos nenhum. Entramos e: Muita névoa e uma imensidão e altura que choca. É animal.

Os gringos já estavam com as canelas todas picadas e vermelhaças. Alguns de shortinhos hahaha, não tinha como fugirem.

Lá tem a opção de subir ou descer. Na verdade, é um circuito. Mas não sabíamos/lembrávamos, enfim e descemos. Lembre-se: suba primeiro! o circuito é subir, ver toda a cidade de cima, e ir descendo, seguindo as plaquinhas e conhecendo algumas instalações, pedras específicas, casinhas, etc…

Fizemos o circuito 2 vezes porque não tem muitas saídas e tem que seguir o fluxo hahahaha. Cansou.

Os degraus são altos, são pedras bem grandes. E lembre-se: a altitude está ali. hahahaha.

Ficamos umas 4h no total. Conhecemos cada pedacinho. Foi muito legal. Quem morou lá tem uma resistência e um fôlego único. Cansa, mas vale muito a pena. A névoa saiu depois e ficou ainda mais lindo.

No meio do passeio paramos na área que tem as lhamas e perguntamos se elas vem perto dos visitantes, e uma das pessoas que trabalhava lá disse que sim, elas até saem de lá e passeiam, mas demora. Disse para chamarmos a atenção delas com algo.

Demorou. Elas são bem antisociais hahahaha, medrosas. Mas quando viu a casca de banana na nossa mão, não resistiu e…veio até nós!! Foi a sensação do momento. Todos queriam fotos com ela. Todos mesmo, tinha menina se enfiando na nossa foto para fazer selfie com a lhama. Hahahahahaha.

Acabou a casca e ela se foi…Mas a experiência! JESUS! Que demais! Fiz carinho, tirei uma semi fotinho e alimentamos ela. Incrível!

Perto do almoço fomos comer nossos snack em uma área aonde outras pessoas também estavam fazendo o mesmo rs. E descemos para ir embora. Esperamos o ônibus, e chegamos na cidadela de novo. Tinha um tempo até o trem sair e descansamos um pouco. Pegamos o trem de volta e quem estava nos esperando e Poroy? Ele mesmo! Fábio! Nos levou até Cusco, no nosso hostel, o Mama Simona, e fomos dormi. Eu estava com uma dor de cabeça e mal estar bem grande.

thumb_IMG_3010_1024 thumb_IMG_3011_1024 thumb_IMG_3012_1024 thumb_IMG_3015_1024 thumb_IMG_3016_1024 thumb_IMG_3021_1024 thumb_IMG_3031_1024 thumb_IMG_3041_1024 thumb_IMG_3043_1024 thumb_IMG_3049_1024 thumb_IMG_3052_1024 thumb_IMG_3053_1024 thumb_IMG_3054_1024 thumb_IMG_3055_1024 thumb_IMG_3060_1024 thumb_IMG_3056_1024 thumb_IMG_3057_1024thumb_IMG_3067_1024thumb_IMG_3070_1024thumb_IMG_3075_1024thumb_IMG_3076_1024thumb_IMG_3077_1024thumb_IMG_3098_1024thumb_IMG_3099_1024thumb_IMG_3100_1024thumb_IMG_3101_1024thumb_IMG_3110_1024thumb_IMG_3111_1024thumb_IMG_3118_1024thumb_IMG_3124_1024thumb_IMG_3127_1024thumb_IMG_3130_1024thumb_IMG_3132_1024thumb_IMG_3135_1024thumb_IMG_3138_1024thumb_IMG_3150_1024thumb_IMG_3153_1024thumb_IMG_3189_1024thumb_IMG_3159_1024thumb_IMG_3165_1024thumb_IMG_3175_1024thumb_IMG_3180_1024thumb_IMG_3183_1024