Mochilão – Chile (Valparaíso)

Este artigo está na(s) categoria(s) Uma noiva no blog!.

Acordamos 6h, tomamos um café rápido e fomos esperar a van. Ela cobrou 10.000 pesos chilenos por pessoa para levar ao aeroporto. Chegando lá, fizemos o check in e fomos esperar o embarque (que é junto como desembarque) rs. O aeroporto é pequeno, mas bem organizado.

Achei chique o aeroporto. Em San Pedro de Atacama já senti o pessoal mais arrumado. Porque saímos de 3 dias pauleira do Uyuni, fora as mochiladas de MachuPicchu, La Paz, etc…bem aventura mesmo. E ai, um choque de realidade com todos mais refinados.

Minha mãe sempre fala, que o dinheiro é o mesmo para todos. Mas, eu me senti fora do prumo um pouco rs. Tinha levado umas roupas melhores, para usar depois e ai já fiz um rodízio delas. Fora o cabelo, que estava bem ressecado. Um caco de pessoa. Mas, feliz.

O vôo é tranquilo, rápido e sem stress. Chegamos em Santiago e comemos algo lá mesmo. Telepizza, hahaha. Sim. É uma rede de lá, e bem gostosa até. Saimos e fomos pegar como um ônibus intermunicipal (TurBus). Custa 1.500 pesos por pessoa e te deixa em um metro, que é também terminal rodoviário (Pajaritos). Lá compramos as passagens de ida e volta já para Valparaíso. Tem para a cada meia hora se não me engano. Logo embarcamos. Fomos pela companhia Pullman (pagamos 7.000 pesos chilenos por pessoa, é mais barato comprar já ida e volta ). Demora cerca de 1h30 a descida para a praia e é tranquila (se não tiver uma criança chorando rs).

Chegamos lá e pegamos um táxi para o hostel. Ficamos no Adlafken. Sensacional! Todo fofinho, meio independente, café da manhã maravilhoso, super gostoso. Leve toalha de banho rs. Nos alojamos e subimos no terraço que tem uma vista bem legal para ver o mar, as casinhas, a vista de Viña del Mar…Delícia de tarde. Depois saímos para dar uma volta e jantar.

Descemos pelo ascensor, aquela cabinezinha antiga que é tipo um elevadorzinho. O mais caro é 300 pesos chilenos, o mais barato 100 pesos chilenos. Descendo fica mais cidade mesmo, porque a parte de cima, Cerro Alegre e Concepcion é uma fofura, de lojinhas engraçadas, fofas, coloridas, lúdicas. Um charmezinho.

Andamos pelas ruas, brincamos com os dogs, tiramos fotos e depois paramos em um restaurante bem ‘podrinho’ mas, muito gostoso e interessante rs. É apenas uma pessoa trabalhando, ela faz tudo e na hora para você ver. Chama El poder de Dios. Depois que você come, o cheff recita uma poesia que fez de Valparaiso, em cima de um banquinho e te dá uma folha da bíblia de recordação. Hahahahaha. Sensacional.

Na volta, comemos um doce em uma das lojinhas fofas do cerro, e fomos dormir 🙂

thumb_IMG_4135_1024 thumb_IMG_4138_1024 thumb_IMG_4139_1024 thumb_IMG_4140_1024 thumb_IMG_4141_1024 thumb_IMG_4142_1024 thumb_IMG_4143_1024 thumb_IMG_4145_1024 thumb_IMG_4147_1024 thumb_IMG_4150_1024 thumb_IMG_4151_1024 thumb_IMG_4157_1024