Londres (3)

Este artigo está na(s) categoria(s) Uma noiva no blog!.

Estávamos MUITO cansados. Depois da festa, e tudo do casamento e a intensidade que foi a primeira parte da lua de mel…esse quase finzinho da viagem estava nos consumindo rs, mas tem que ser forte para aproveitar mais a viagem. Não faz sentido desperdiçar esse tempo precioso.

Conversamos sobre isso e não abrimos a boca para reclamar, isso só piora a viagem. Fôlego e animo! We’re in London baby!

Andamos pelas redondezas em direção ao HidePark, ou Kensigton Garden (de metrô, claro), lá perto tomamos café, em um hotel super fofo o Urban Meadow Cafe. E fomos andar…ahh que delícia, que lindo! Um parque enooooorme! Cheio de senhores, senhoras, donos com cachorros, atletas, crianças…. um clima perfeito. Um clima bohemio sim, mas delicioso. Privilegiado.

Brincamos com alguns cães, falamos com algumas pessoas, vimos patos na lagoa, comendo, voando, entrando e saindo em fila, vimos esquilos (correndo dos cachorros), buscamos alguns pontos específicos no parque como a estátua do Peter Pan..e continuamos a caminhada. O parque é muito grande, precisaria de um dia todo (ou mais) para explorá-lo.

Nele tem o Kensigton Palace. Visitamos apenas por fora. Lá normalmente tem exposições reais como jóias, vestidos, fotos,etc. Ao final do parque, saindo dele, tem o Albert Memorial, em homenagem ao príncipe que morreu pela febre tifóide em 1861. É muito bonito.

Em frente dele fica o Royal Albert Hall. U A U. Também não entramos…uma pena, amo visitar óperas e essas casas grandes. Mas é emocionante demais ficar em frente a um local que foi palco de grandes shows.

Atrás dele tem um ruazinha linda, fofa que o Rafa disse que era aonde ele gostaria de morar <3

Tudo isso ainda era de manhã 🙂 começamos cedo o dia.

Continuamos caminhando e chegamos ao Natural History Museum. U A U. É igualzinho ao filme ‘Uma Noite no Museu’ apesar de não ser gravado lá. Mas é…chocante! Ossos, fósseis, ovos, tudo real. E falso também, algumas maquetes em tamanho real de baleias!..É muita informação e história. Nesse museu tinha MUITAS crianças e escolas, lá é bem interativo e mais simples, para aprender mesmo. As crianças ouvem histórias, audios, depois respondem a perguntas, ligam pontos, desenham…é muito completo e dinâmico.

De lá, pertinho também, fomos ao Victoria e Albert Museum. Muito bacana. Vimos um Donatello de perto. Tem muita história medieval e armaduras, e estátuas gregas. Não lembro de cabeça tudo..mas fiquei umas boas horas lá rs…

Saindo de lá passamos em frente a London Eye e fomos comer: Mc Donalds hahahaha..tradição, lembra?

A vista é linda… O Rio Tâmisa, O Big Ben, O parlamento, a ponte….é muito lindo. Lembrei da Bridget Jones passeando, normalmente, por lá com seu amor..Darcy.

Quando saimos já fomos para a fila da London Eye. YES! Nós fomos! Tem que ir. É muito tradicional, confortável, vista inesquecível…é demais.

Pegamos o anoitecer…cara…CARA!

Quando saimos já estava a noite e continuamos nossa caminhada 🙂 passamos em frente ao parlamento, Big Ben, Abadia de Westminster (e conversamos com um moço que trabalhava lá, ele deu mais detalhes sobre a igreja, a realeza, até aonde as pessoas entram e aonde não pode… nos sentimos meros servos da Raianha hahahaha), não entramos na Abadia pelo horário.

Continuamos andando, chegamos a Buckingham. Chocante de lindo. Os portões, a imensidão, a imponência. E o fato de estar ali, na cidade, no meio de todos.

Pegamos o metrô, e fomos para…Twinings! YESSSS!!!! Gente, que paraíso 🙂 muuuuitas comprinhas. Porque é barato.

De lá passamos rapidamente no hotel para trocar de roupa, deixar os chás e…partiu Jamie Oliver!

O Rafa tinha ido já, com a empresa, e queria me levar para conhecer um dos restaurantes desse tão conceituado cheff. E mais uma aventura….HAHAHAHA

Na Europa é comum se tomar água da torneira. E eu sempre pedia. Quando chegamos em Londres, o Rafa falou: não pede mais! aqui não tem. E eu: OK.

Chegando no restaurante do Oliver, o Fifteen, pedimos água, e veio uma garrafona linda…que foi sendo reposta conforme acabava (claro, perguntando para nós). Fomos contidos nos pedidos e tentamos economizar…o que o garçom percebeu e acho que tentou fazer o lucro dele..na água. Que ao final ele ofereceu para nós (já que tinhamos comido o prato principal e não precisava mais água da garrafa) : Água de torneira! Ahhh…se soubesse teria pedido desde o começo!! E economizado 10 libras por garrafa. SIIIMMMM. Doeu pagar. doeu.

O restaurante estava OK. Clima, bom, drinks bons, comida boa. Mas, nada excepcional. Vale a visita, por curiosidade e admiração.

Voltamos RINDO demais!

IMG_3947 IMG_3949 IMG_3956 IMG_3965 IMG_3966 IMG_3969 IMG_3971IMG_1207IMG_1208IMG_1210IMG_1213IMG_1214IMG_1218 IMG_3975 IMG_3981 IMG_3983 IMG_3986 IMG_3988IMG_3990IMG_3992IMG_3994IMG_4004IMG_4002IMG_4008IMG_4012IMG_4014IMG_1222IMG_1219IMG_1220IMG_1221IMG_4015IMG_4016IMG_4017IMG_4018IMG_4021IMG_4023IMG_4027IMG_4029IMG_4030IMG_4032IMG_4036IMG_4041IMG_1223IMG_1224IMG_1226IMG_1229IMG_1234IMG_1235IMG_4043IMG_4045IMG_4046IMG_1236IMG_1237IMG_4060IMG_4062IMG_4070IMG_4076IMG_4084IMG_4086IMG_4092IMG_4098IMG_4102IMG_4100IMG_4106IMG_4109IMG_4112IMG_4130IMG_4133IMG_4132IMG_4135IMG_4137IMG_4139IMG_4140IMG_4142IMG_4144IMG_4146IMG_4147IMG_4149IMG_4151IMG_4153IMG_4154IMG_4160IMG_4162IMG_4165