Análise de Menu – Coquetel

Este artigo está na(s) categoria(s) Mirandella.

Vamos falar um pouco das escolhas de menu. Já fizemos isso antes, e muitos lugares fazem, vamos apenas relembrar, repontuar e ajudar quem não viu os posts antigos 😉

Escolhendo e começando por um básico em estilo, não em itens e escolha que pode ser muuuuito rica!

Outro ponto: vamos falar dos menus no que geralmente acontece em nossos eventos, e não apenas no que esse menu pode se encaixar.

Principalmente as noivas, que são 90% de nossas festas, escolhem esse menu por 2 pontos:

  • festas informais – em primeiro lugar (querem uma festa sem jantar, com mais gente jovem, querem balada e gente circulando o tempo todo com petiscos e comidinhas na festa). O tamanho da lista não influi, querem mesmo é algo rápido na maioria das vezes e prático
  • economia – a lista está grande, não podem deixar de oferecer algo e nem conseguem diminuir a lista, então a opção acaba sendo Coquetel. Isso nem sempre é frustante, pois incluem mini atrações/carrinhos e outras distrações que a festa dura e fica bem animada, não fazendo falta o jantar e tendo muita gente circulando e curtindo.

Basicamente nos casamentos essas são as duas principais vertentes. Quando não é casamento, e é Debutante ou Confraternização é pela primeira escolha: algo informal e volante.

Ele é um cardápio que permite isso, na verdade ele permite muito. Pode ter comida voltante, como também pode ter ilhas juntos, pode ter mesa para todos, como pode ter apenas 70% de lugares ou menos. Ele tem muito item volante, muito canapé e um ritmo mais voltado para o bate papo, música e drinks.

Ele pode ser o menu mais básico do buffet, como ser um dos que tem mais itens nobres: miniaturas com camarão, salmão, carpaccio, ovas, siri, pato,… infinidade de canapés e quiches, folhados, cestinhas, etc.

No nosso caso é o mais básico do buffet, porque depois dele entramos com o Finger Food que oferece os mesmos itens mas mais comidinhas e interação com as panelinhas e colherzinhas…mas isso é outro post!

No Coquetel tem prato quente também, normalmente incluimos (menu souper) e pode acompanhar um saladinha na tacinha, ou no pratinho. Isso sempre foi feito, e já começa a lembrar o Finger Food. Tem que tomar cuidado justamente para não misturar os dois.

O Coquetel tem que muito mais foco nas bases como o próprio alimento do que um utensílio.

E abuse dos assados! Fica um charme, é adaptável em qualquer cozinha e é muito mais saudável ;P