Sacadas #5

Este artigo está na(s) categoria(s) Dicas.

interesse, there por mais redundante que seja é se mostrar interessado em algo.

A Bel queria trabalhar, precisava mas, também queria algo grande e na área dela. E sempre via o pessoal da Microsoft pela faculdade, o coração batia forte. Então ela decidiu correr atrás deles rs. Em cada palestra, evento, simpósio, até para ajudar a carregar folhas rs, ela estava por perto. Preparada, lendo sempre textos atuais deles, da empresa, produtos, com boas perguntas. Fez contato com quem trabalhava ou trabalhou lá e aumentou seu networking (sincero). Não era apenas alguém ao redor, era alguém que sabia o que estava querendo e conhecia a empresa.

E no final do primeiro ano, a regra da exceção, ela conseguiu um estágio!

Falar que gosta, que quer, que ama e ficar parado é o mesmo que não falar nada, pior que não fazer algo!

_5_

  • as oportunidades não caem do céu
  • você tem o poder de criar suas oportunidades
  • as oportunidades podem estar mais perto do que imagina

Para o casamento: se é você a parte que mais sofre com falta de atenção, aprenda a linguagem do amor do seu/sua marido/esposa e com certeza, falando como ele/ela entende, vai ficar mais fácil de ser compreendida e até de receber mais do que esperava de carinho 🙂 – p.s.: esse livro é sensacional!

Para a vida: aprenda a falar e se interar quando estiver perto de pessoas que possam te ajudar de alguma forma, e ser grato a essas pessoas sempre. estude o objetivo que você tem, muitas pessoas admiram uma empresa mas, nem a história dela sabem. e por fim, cerque e se cerque desse objetivo, ele só é real, quando as metas tem direcionamento.

Para a festa: descontos existem e negociação sempre é possível, mas saiba conversar, ser simpático e educado. marque uma conversa, entenda os valores, os itens, e tudo o que puder ajustar. mas, vá atrás. um pedido de orçamento que passa muuuuito tempo, gera desinteresse, e ninguém gosta de ficar sem retorno né?

A mulher do fluxo de sangue, que estava morrendo, ela poderia desistir pois, ninguém a ajudou a chegar até Jesus, mas ela se jogou na multidão, se esticou e apenas um toque foi o suficiente para ela ser curada.