Pajens e Daminhas 2

Este artigo está na(s) categoria(s) Dicas, Uma noiva no blog!.

Conversando com a Lu, que vai ser minha assessora (!!) caiu a ficha sobre os custos com as crianças na festa. Porque eu quero um caminhão de criança na cerimônia, mas têm algumas regrinhas também para as crianças e por isso, segue a parte chata do post super legal que fiz antes, só falando da parte legal hahaha que é escolher o estilo da roupinha, ser criativo, etc. Mas, tudo tem custo, e normalmente é dos noivos.

DD0000

Primeiro algumas diferenças que a gente sabe, mas nunca nomeia:

Florista é a que abre o casamento. Ela entra antes dos padrinhos, dos pais e dos noivos. Pode vir carregando pétalas de flores que serão jogadas ao chão. A ideia é anunciar o início da cerimônia aos convidados. Pode ser um casal de crianças.

Pajem é o menino que entra com a daminha. Em alguns casamentos cristãos ele entra com a bíblia em determinado momento da cerimônia.

Daminhas ou porta alianças entram quando há a troca de alianças.

obs: Tem vários cenários, por exemplo, no casamento real as crianças entraram todas na frente na Kate M. e a irmã dela, como dama adulta segurando a cauda do vestido e cuidando das crianças. Outros só usam na aliança, ou florista, enfim, não tem regra, é mais para saber o que cada um ‘ é ‘.

Agora algumas verdades
1. Crianças muito pequenas são imprevisíveis. Opte por idade entre 5 e 10 anos (obs: ou coloque junto com mais velhos que ele já conhece, e/ou a mãe no altar, próximo para ele ver).
2. A etiqueta diz que cabe aos noivos arcar com as flores e o cabelo das crianças. É de bom tom se oferecer para pagar a vestimenta (principalmente se conhece a situação financeira de quem convida), mas não se trata de uma regra.
3. Fique atenta à vestimenta das crianças. Nada que provoque alergia ou desconforto.
4. Reúna-se com a mãe ou as mães das crianças e deixe claro qual será a proposta da cerimônia. Roupa, cabelo, e, principalmente horário.
5. Faça um ensaio com as crianças antes da cerimônia. Elas se sentem mais seguras ao saber qual o papel que irão desempenhar.
6. Não há regra para o número de floristas, pajens ou daminhas, mas o bom senso sempre fala mais alto. A ideal são quatro crianças. Um casal como floristas. Um casal para as alianças. (e eu fora da regra total hahahahahahaha)
7. Se há muitas crianças em sua família opte por aquelas mais próximas aos noivos.

Outros pontos:

A mãe ou a cerimonialista cuidam da criança, dependendo do grau de independência da criança. As crianças podem ser diferentes nos itens que levam (além da bíblia, aliança,..) o pajem da prima da Planejando Meu Casamento levou a chave do apartamento onde eles iam morar, para o pastor abençoar, tem bouquet de pirulitos, plaquinhas, ursinhos, balões.

Use tons pastel e discretos, especialmente se o casamento for durante o dia. Se for à noite, pode-se colocar um pouco mais de brilho, bordados e renda. As roupas devem oferecer conforto total, pois as crianças vão querer brincar e correr pela festa. “Os trajes devem combinar com a roupa da noiva e com as cores da decoração e do buquê. Usar alguns detalhes nestas tonalidades dão um charme a mais. Já os pajens podem usar um modelo igual ao do noivo”, afirma a assessora de casamentos Danielli Lofrano.

Obs: acho fofo daminhas toda produzinhas, mas a verdade é que são crianças, então literalmente mini noivas não me agrada muito, para mim criança tem que ser criança rs.

E como quase sempre convidamos as pessoas de honra com um convite especial, porque não os pequeninos também? 🙂

fonte: portal.rac.com.br / noivasdobrasil.com.br /