Contato

Este artigo está na(s) categoria(s) Dicas.

A gente bem que queria todos os clientes no escritório, com chá, cookies, muffins e muitos risos. Mas não dá né…a maioria trabalha (e muito!) então o bom e velho e-mail vira BFF!

desejo do dia hehe: Atelier Clementtina
Mas BFF, tem que ser BFF mesmo: não tenha medo de mandar e-mail e detalhes, sem isso fica difícil saber quem está do outro lado, o que gosta, o estilo, o budget. O idela é ser bem preciso, mas com informações completas e não só ‘orçamento casamento por favor, 100 pessoas’.
Fala do local, o horário, se se sentir a vontade um pouco do estilo do casal, o que pensa no cardápio, se quer algo mais básico (entende-se barato) ou mais sofisticado (entende-se variedade e itens mais caros), do serviço que pensa (franco-americano, empratados, finger…) peça sugestões, não esqueça data, número de pessoas e de agradecer a atenção.
(recebi um e-mail tão lindo de uma noiva que quase fiz um quadro,rs, ela contou a história, falou dela, dele, da festa, do que pretendia ter no cardápio, da grana – sem falar valores – do estilo, além de ter simpatia e muita educação!)
E depois, mesmo assim, pode haver ambiguidade, se for muito caro, ou não tiver o que busca, retorne! sim,please! rs retorne! Negociar é saber conversar, dar atenção, abrir mão de algo, receber outro, entender porquês (e questioná-los também) e seguir conselhos.
Pode ver, quando é assim, vira mais que fornecedor, mesmo que não fecha: vira companheiro e torcedor para um evento lindo: O SEU!
Excelente Semana,Sam!