Diário Mirandella

Este artigo está na(s) categoria(s) Diário Mirandella.

Este post é mais para os fornecedores do que para os próprios clientes, mas serve de aviso para saber que tipo de profissional está contratando.

Em um dos eventos do final de semana, um dos fornecedores irritou tanto a noiva que ela chegou a falar para nós que não sabia o que fazer. Fomos visitar o local, que já conhecíamos, dias antes para tranquiliza-la e finalizar os detalhes. No dia, com os demais profissionais descobrimos que o X fornecedor estava já dificultando o trabalho de todos, além de má fé, má vontade e folga (sim, deixou de fazer o próprio trabalho!).

O que mais entristece é que a noiva gastou X com este tal fornecedor e pelo o que fez nem meio X valia :/ – sem qualidade, sem proatividade, sem responsabilidade, sem cumplicidade, sem visão.

A primeira vez que nos deparamos com uma situação assim, em 10 anos, graças a Deus, apenas boas pessoas tinham passado por nós, mas sempre tem uma primeira vez, e graças a Deus também, sempre dá certo, sempre sai profissional. Somos competentes e bem relacionados para resolver problemas e situações que outros não cumprem, porque prezamos o evento como um todo, e bons clientes merecem todo o cuidado. E assim foi feito. Mas, sonde bem, e siga aquela intuição quando for fechar com seus fornecedores. Porque mesmo resolvendo tudo, o stress que a noiva estava ao final da festa, não tem valor que pague pela paz.

E se mais alguém resolvesse ‘encrencar’ como seria o final da festa? Se todos fossem sem qualidade e sem profissionalismo como esse tal X fornecedor?

Agora dicas para todos, para saberem seus direitos e deveres:

– o buffet deve servir todos os presentes na festa, se for profissional/fornecedor e não conseguir parar quando estiver passando as bandejas, quando tiver um tempo deve pedir para um garçom canapé/salgado ou se servir à vontade nos rechauds. O buffet não tem obrigação de correr atrás de cada um para servir (fornecedor), cada um que vá atrás pedir que será bem servido, ou que se sirva quando o garçom passar/o jantar abrir (fornecedor).

– o buffet quando fora de seu salão não tem obrigação de arrumar mesa, lugares, toalhas, nada do salão, nada de decoração.

– o buffet não tem obrigação de limpar o salão ao final – a cozinha sim, sempre impecável.

– a decoração deve arrumar todas as mesas, arranjos, toalhas e limpar o salão ao final – se a mesma não limpar, o próprio salão deve fazer isso.

– nenhum making off deve ser feito sem ser com a equipe que já arrumou o local.

– quer usar amibente ambar com as luzes apagadas? se certifique que as dependências da cozinha/copa terá iluminação, afinal ninguém trabalha no escuro lavando louça, cortando salsinha, etc.

– o buffet tem horários, e junto com a assessora definimos o cronograma final, os 2 tem que se ajustar e se respeitar.