B+P – mesa do bolo

Este post está nas seções Clientes, Mirandella

Beatriz e Paulo

Este post está nas seções Clientes, Mirandella, Real Weddings

Uma noiva delicada, um noivo animado e uma decoração que refletiu eles! Quem fez foi a Cris Decoração e Assessoria e foi no Salão Athenas 🙂

Tinha sol, tinha amor, tinha Deus e foi um dia perfeito com tudo muito lindo e harmonioso <3

Análise de Menus – Coffee Break

Este post está nas seções Mirandella

Um dos menus mais coringa de eventos 🙂 porque quando não tem o que fazer e você quer receber alguém, mesmo em casa, o mais simples é café e um bolo, certo?

Essa é a idéia, mas com muitos mais itens! Aconchegante, com doces, salgados, fácil de se servir, fácil de levar e montar, quentinho, gostoso e super charmoso – com plaquinhas e louças diferentes.

A idéia é tão legal que muitas noivas já usaram em seus eventos!

Ele é padrão em estrutura: café, leite, suco, chá, bolos, tortas, pães e frutas. A grande diferença e os vários valores que vê é a qualidade dos itens, se são produzidos artesanalmente, com  boa matéria prima, as louças (e não descartáveis!) que se usa, bandejas, e os pequenos detalhes. Além da variedade.

A média de duração é 1h, mas pode-se aumentar até 3h que não fica cansativo, mais que isso é bacana ter bastante variedade para o convidado curtir bem! Quase entrando em um High Tea.

Não é comum ter garçom, apenas repositor, mas é possível contratar e colocar itens como canapés em pãezinhos de queijo e delicadezas para ficar rodando.

É um menu muito versátil e agradável, fica ótimo em qualquer evento!

Análise de Menu – Brunch

Este post está nas seções Mirandella

Eis um tipo que tem pego muita gente de surpresa. Vejo MUITOS blogs divulgando que é uma ótima dica para quem quer economizar, basta somente dispor bolos, etc…mas ai vem o pulo do gato: a dica destes blogs se encaixam em menus de COFFEE e HIGH TEA, pois o Brunch de verdade ele tem muuuitos itens de café sim, porém essencial ter um almoço! Então, se for fazer direito mesmo…ele não é tão baratinho.

Pelo menos nós não deixamos murcho nosso Brunch. Quando a cliente quer este estilo mas, sem a verba dele, indicamos o High Tea e a maioria fecha! Porque não é Brunch que querem, e sim economia mas, com um chá da tarde.

Mas, vamos falar de Brunch?

Ele tem que ser de manhã, sim. Mas e se for à tarde? É um chá da tarde com prato quente no máximo, porque BRUNCH (para mim) é cafe+ almoço (breakfast + lunch).

Ele tem que ser rico em bolos, tortas, cucas, cookies, bolachas, donuts, pudins, frutas, pães, geléias, manteiga, cream cheese, frios, queijos, pães recheados, folhados, croissants, cinamonrolls,…toda essa gostosura de padaria/pastery/doceria na festa!

E por volta de umas 1h30 a 2h após começar o evento, abrir o almoço com saladas, quiches, risotto, massa, cabe uma carne vermelha também, legumes,…bem rico em sabor!

Nós apenas temos um Brunch, então ele não é barato – deixamos ele BEM completo. (por isso muitas noivas fecham o High Tea, uma pelo horário e outra pelo valor).

Creio que o ideal para esse tipo de menu é o evento começar por volta das 11h/12h, para o convidado almoçar às 13h/14h no máximo. Isso implica uma cerimônia às 10h/11h. Pense bem.

No nosso menu temos um Welcome Drink, então os convidados comem um pãozinho de queijo e um lanchinho antes, então pode até extender mais a cerimônia se quiser, mas não deixa muuuito depois para não perder essa carinha bacana de Brunch.

Como a mesa do café não é retirada, ele pode petiscar antes e depois do almoço, deixando o ritmo BEM livre da festa.

Ele é um menu bem alternativo, todos os eventos que fizemos eles os noivos eram MUITO originais. Então vale ver (de novo heheheh) seu estilo e dos seus convidados.

Usa muitas porcelana e brinca muito com as comidas expostas, é rico em itens e em louças! Além de poder abusar de arranjos e flores na mesa da comida, como também quadrinhos e fotos fofas.

fonte:vestidadenoiva

Análise de Menu – Empratado

Este post está nas seções Mirandella

Ele entra na categoria almoço/jantar, porém é um estilo mais sofisticado (e engessado). Ele saiu um pouco de circulação, mas tem ainda noivas muito fãs dele que não abre mão 🙂

Engessado por quê? Porque é necessário o convidado ficar sentado enquanto se serve, pois pedir algo fora do que se está servindo levam-se alguns minutos para atender o pedido. E como é bacana ter variedade: entrada, salada, 2 a 3 pratos principais – o convidado fica em média de 1h30 a 2h degustando com calma, até a sobremesa.

Ele é como o Finger Food, não tem como ser muito barato – para se fazer algo decente. Pois, tem que ter pratos bons, suculentos e bonitos, servidos na hora. Com isso aumenta-se o material e mão de obra interna e externa.

Não é necessário que sejam itens nobres – é ideal, mas pode-se se fazer empratado até com Maminha (uma novidade que tem saido aqui!), pois os clientes que não podem pagar menus acima de R$200, conseguem ajustar algo e fica um charme também!

Não se iluda que vai ser ‘baratinho’, porém pode ajustar aqui e ali e ficar menos mas, ainda charmoso.

fonte: bloochef

Análise de Menu – Almoço/Jantar

Este post está nas seções Mirandella

Vamos falar desse estilo quando servido em ilhas, o Franco-Americano (self-service), ok?

São menus parecidos e podem ser o mesmo, porém se for mais a fundo e perguntar como se dividiriam, eu deixaria as Aves para o Almoço, e a Carne Vermelha para o Jantar. E a Massa para o Almoço e o Peixe para o Jantar. Se fossem 3 opções no Jantar: A Massa seria a terceira, e no Almoço a Carne Vermelha.

Parece confuso, mas é bem prático, e além disso eu sou a favor de escolher o que:

  • tem preferência
  • seus convidados gostam

Aqui no buffet todos nossos menus tem coquete antes, acho extremamente importante – um cuidado com o convidado enquanto estão chegando, e aguardando o prato principal.

Então normalmente 1h a 1h30 antes do jantar/almoço recebemos os convidados com canapés leves, alegres, alguns clientes incluem itens de finger food na brincadeira – ex: micro escondidinho, micro polentinha cremosa com ragu, micro caldinho, micro souflé, etc… As bebidas, drinks e tudo funciona normalmente. É um momento crucial para um bom evento.

Perto de abri o buffet, se o cliente optou por servir a Salada volante, passamos ela na Tacinha, e em seguida já se abre o ponto – o que não exclue de ter mais tipos de saladas, no ponto de comida.

Ex: passar a de folhas e ter Terrines, Tabule, Couscous, Legumes, etc para se servirem.

E ao lado já se começam as opções quentes, como os pratos principais e acompanhamentos (diversidade imeeeeensa – como legumes quentes, purês, aligots, risotos, gratinados, panachês, caldos, feijões).

SEMPRE ter alguém servindo é ideal, para o convidado saber o que tem no rechaud e também não se sujar, ou bagunçar o rechaud – tudo mais prático, inclusive para a reposição (que TEM que ser rápida, antes de finalizar, já tem que ter um novo).

É assim que trabalhamos, creio que seja o padrão do mercado, pois é o mínimo para um bom evento.

Deixamos a mesa até perto de servir a sobremesa, e retiramos para não ficar ociosa. E logo já abrimos a mesa do café (nos demais menus também), pois muitos convidados que não ficam atééé o final querem sair quentinhos <3

Menu TRADICIONALISSIMO, normalmente sem erros.

Ele pode variar MUITO de valor. Já vi empresas que deixam tão básico e barato, que só tem salgado antes da refeição principal. E montam uma mesa de salada IMENSAAAA, (mas não rica em variedade, apenas tudo espalhado, ex: Salada Verde com Frutas e Tomate, Cenoura e Queijo – uma travessa para cada coisa, e com alface embaixo para dar volume).

Acho bonita essas mesas, mas acho que engana na verdade, pois quando vai verificar o prato principal é um item só. Preferimos deixar Saladas únicas, com variedades de saladas e não de itens apenas, e sem enfraquecer o prato principal – que acredito que é bacana ter no mínimo 2 tipos.

Um do nosso menus que mais saem é de Almoço/Jantar e da linha básica: 2 tipos de saladas/2 acompanhamentos/2 pratos principais (além de canapés e salgados).

E temos nosso menu Premium que ele tem 3 acompanhamentos/4 saladas/3 pratos principais. Nossa- mas, varia pouco – SIM, porém tem cortes nobres e itens premium.

Tudo varia quando se analisa um menu. PRINCIPALMENTE se é um cheff profissional que faz, para não ter atrasos e faltas no dia.

Nem preciso dizer o cuidado que temos com louças, bandejas, talheres e copos né?

FUNDAMENTAL em todo menu.

Foi a MINHA escolha quando casei – almoço. E tem sido de muitas noivas 🙂 Ele é bem aconchegante e como necessita de lugares para todos, fica um ritmo muito caseiro, e gostoso! Mesmo com a pista e balada, fica uma delícia a festa, divide bem e não deixa ninguém de fora. Menu coringa eu diria!

fonte: morielifestas

Análise de Menus – Finger Food

Este post está nas seções Mirandella

Um menu charmoso que amo!

O mito que as pessoas passam fome é bem mito mesmo, deixamos tudo bem à vontade, e passamos grande variedade de itens.

O ponto é a festa combinar com seu estilo e dos convidados, para ninguém ficar perdido ou não saber degustar conforme as fases do evento.

A grande diferença dele é desde os canapés, incluindo salgados, assados ou qualquer item que tiver ser finalizado em algum apoio, como uma colherzinha, um copinho, um micro pratinho ou canequinha, algo que seja prático, para uma mordida (ou duas se tiver um apoio), e que interaja com os convidados.

É um menu para tirar muitas fotos, divertir o evento, deixar ele prático também, pois a pessoa pega da bandeja, come e já deixa em algum lugar a panelinha para o garçom retirar.

Não precisa de mesa, pode-se ter mas, se não tiver muitas, os pontos de apoio ajudam bem.

Ele fica bem à vontade se a festa for com muita música e balada, e também se for mais calma, mas com uma galera animada, que curte circular no salão.

Ele aceita muito bem ilhas gastronômicas e mesas de frios – abuse!

Nossas noivas fazem dessa forma mesmo 🙂

Ele não é um menu barato, ele já é perto do valor de um jantar, pois tem muitas louças inclusas, mão de obra para montar e garçons para servir. Ele tem versões básicas, mas ele não se compara a um  Coquetel.

Outro ponto, ele se aproxima muito mais de um menu de jantar empratado (mas em miniatura) com isso, ele tem entradinha (um caldinho, uma sopinha, um trouxinha de panqueca), tem saladinha mais elaborada (podem ser duas, se tiver veganos e se seus convidados gostarem bem!), e tem no mínimo 2 pratos principais mais elaborados: um Risotto, ou uma Massa, ou um Picadinho de Mignon com Aligot. Ele é bem classudo, e tem que ser!

Se gostar e estiver de acordo com seu estilo de festa, se joga! Nossos clientes AMAM esse menu!

E um salão que sempre nos indica e já indica esse menu é a Estação Gaia! Bacana né? Se for casar lá, dá um pulo aqui!

fonte: estilovero

Análise de Menu – Coquetel

Este post está nas seções Mirandella

Vamos falar um pouco das escolhas de menu. Já fizemos isso antes, e muitos lugares fazem, vamos apenas relembrar, repontuar e ajudar quem não viu os posts antigos 😉

Escolhendo e começando por um básico em estilo, não em itens e escolha que pode ser muuuuito rica!

Outro ponto: vamos falar dos menus no que geralmente acontece em nossos eventos, e não apenas no que esse menu pode se encaixar.

Principalmente as noivas, que são 90% de nossas festas, escolhem esse menu por 2 pontos:

  • festas informais – em primeiro lugar (querem uma festa sem jantar, com mais gente jovem, querem balada e gente circulando o tempo todo com petiscos e comidinhas na festa). O tamanho da lista não influi, querem mesmo é algo rápido na maioria das vezes e prático
  • economia – a lista está grande, não podem deixar de oferecer algo e nem conseguem diminuir a lista, então a opção acaba sendo Coquetel. Isso nem sempre é frustante, pois incluem mini atrações/carrinhos e outras distrações que a festa dura e fica bem animada, não fazendo falta o jantar e tendo muita gente circulando e curtindo.

Basicamente nos casamentos essas são as duas principais vertentes. Quando não é casamento, e é Debutante ou Confraternização é pela primeira escolha: algo informal e volante.

Ele é um cardápio que permite isso, na verdade ele permite muito. Pode ter comida voltante, como também pode ter ilhas juntos, pode ter mesa para todos, como pode ter apenas 70% de lugares ou menos. Ele tem muito item volante, muito canapé e um ritmo mais voltado para o bate papo, música e drinks.

Ele pode ser o menu mais básico do buffet, como ser um dos que tem mais itens nobres: miniaturas com camarão, salmão, carpaccio, ovas, siri, pato,… infinidade de canapés e quiches, folhados, cestinhas, etc.

No nosso caso é o mais básico do buffet, porque depois dele entramos com o Finger Food que oferece os mesmos itens mas mais comidinhas e interação com as panelinhas e colherzinhas…mas isso é outro post!

No Coquetel tem prato quente também, normalmente incluimos (menu souper) e pode acompanhar um saladinha na tacinha, ou no pratinho. Isso sempre foi feito, e já começa a lembrar o Finger Food. Tem que tomar cuidado justamente para não misturar os dois.

O Coquetel tem que muito mais foco nas bases como o próprio alimento do que um utensílio.

E abuse dos assados! Fica um charme, é adaptável em qualquer cozinha e é muito mais saudável ;P

Corpo e Alma – Lápis de Noiva

Este post está nas seções Mirandella, Vídeos

Um blog que amamos e admiramos tudo, fez um vídeo lindo confirmando o que sempre falamos, o mais importante é com quem você está casando <3

Passagens

Este post está nas seções Uma noiva no blog!

Continuando nesse papo, a Eli já tinha analisado os vôos da AiMaroc. Comentamos que compramos ele, tem escala em CasaBranca, poucas horas mas o valor promocional mais uma vez nos ganhou 😉

Ano passado conhecemos a AirChina, em um voo promocional também e gostamos, creio que será mesma qualidade. Nada exuberante, mas sem grandes reclamações – classe econômica né babies.

E comentamos da AirMaroc, a Eli já sabia (vantagem de quem cuida disso, consegue voos fora das rotas convencionais) e disse que tem muita gente aderindo e pode ser uma boa escolha sim!

Ano passado desviamos a rota. O voo parava em Madri, e ai compramos uma ‘perna’ para Turim. Este ano é apenas escala em CasaBranca, o voo finaliza no Porto. Mas sabe o vantagem desse voo? Vamos embora de Lisboa! Sim! Temos o país todo para andar e não precisamos voltar 😉 – dica de ouro!

A Eli disse que tinha feito um roteiro parecido neste estilo, para este mês (a pessoa deve estar curtindo agora hehe).

Parece PubliPost né? Mas, não é. A Eli é MUITO boa e profissional, coloco ela como referência por isso. E eu sempre divido nossas viagens aqui, pois muitas clientes nossa são tão aventureiras como nós 😛